Devemos Operar Notícias? (Parte 3)

Por Jose Gaspar em 31 de maio de 2017 às

Continuando a análise dos últimos dois cenários semestrais da Petrobras. No primeiro, de maio de 2016 a novembro de 2016, tivemos uma tendência clara e definida no gráfico diário com uma alta de aproximadamente 150%, o que teria nos dado um lucro de cerca de 100% por qualquer método simples baseado em média móveis, por exemplo a média móvel de 20 períodos.

1

Imediatamente após este lindo cenário de alta tivemos este outro cenário lateral de novembro de 2016 a maio de 2017:

2

Nesta situação o mesmo método que nos deu 100% de lucro no cenário anterior, agora teria nos gerado apenas 3% na melhor das hipóteses.

O cenário do movimento dos preços muda o tempo todo. Passa de tendência para movimento lateral e vice versa num piscar de olhos, e a quantidade de notícias e variáveis que impactam os preços dos ativos causando essas mudanças é gigantesca.

De acordo com a análise técnica clássica o principal preceito em relação ao movimento dos preços é a ideia de que eles descontam tudo. Dessa forma, as notícias e variáveis importantes já estariam integradas ao preço do ativo e, portanto, não precisaríamos nos importar com as notícias. Bastando analisar os preços em si.

A derivada dessa ideia é que podemos ter um método que seria robusto o suficiente ao longo do tempo e que nos protegeria dessas mudanças de cenário.

Vamos observar novamente a queda de mais de 4% da Petrobras num único dia em 19/04/17 devido à divulgação da notícia de que as reservas de petróleo nos EUA estavam mais baixas que o esperado:

3

Como se proteger desta notícia? Note, que uma simples média de 20, por exemplo, teria nos deixado de fora da Petrobras no dia 19/04. Não teríamos entrado na operação. Ou seja, mesmo sem conhecermos a notícia que fez com que o ativo caísse, ainda assim, não seríamos impactados por ela. Pois ela já estava “embutida” nos preços e calculada pela média móvel que teria nos dito: “não entre nesse ativo nesse momento”.

Assim, como em quase todas as decisões relativas a como operar o mercado, existem prós e contras para cada abordagem. Particularmente não opero notícias, mas tenho amigos traders que vivem de olho na Bloomberg e obtém grande sucesso em suas operações.

Em resumo, alguns são melhores que outros, mas muitos tipos de transporte podem te levar de São Paulo a Lisboa.

Fiquem ligados no Facebook da L&S e na série de vídeos Como Ganhar Dinheiro na Bolsa de Valores.
banner-como-ganhar-dinheiro-na-bolsa-de-valores

Share on Google+Share on FacebookShare on LinkedInTweet about this on Twitter

Deixe seu comentário