O que são indicadores e para que servem?

Por Jose Gaspar em 20 de fevereiro de 2017 às

chasing-the-markets-1241622

Indicador, Setup e Método são três conceitos fundamentais da análise técnica e das operações na bolsa de valores que muitas vezes são confundidos entre si. É importante entender a diferença entre cada um deles, pois os três são encadeados para se poder criar uma estratégia rentável de operações.

Neste e nos próximos 2 artigos abordaremos cada um deles. Começaremos então com os indicadores.

Quando estamos iniciando os estudos na bolsa de valores, o mercado nos parece complicado, principalmente ao olharmos o gráfico de um ativo ou mesmo o book de ofertas de uma corretora com os preços variando a cada momento, subindo, descendo e piscando. Ou pior ainda, quando olhamos um gráfico usado por um trader profissional, cheio de indicadores como este abaixo:

1

Pode ser intimidador aproximar-se de um gráfico como este. Quando iniciei meus estudos na bolsa de valores e via um gráfico assim postado na internet em algum fórum de discussão, eu imaginava que a coisa era mais complicada do que física nuclear. Mas, felizmente, não é. É bem simples na verdade.

Primeiro de tudo você precisa saber que o mercado nos oferece apenas dois únicos números referentes a um ativo: seu preço e o volume negociado. Sim, isso mesmo, somente esses dois números. Dois valores simples e diretos. Por exemplo, a Petrobras fechou na sexta-feira, dia 09 de dezembro de 2016, cotada a 15,58 e movimentou 584 milhões de reais. Simples assim.

Acontece que esses dois números mudam a cada momento. Então, num certo período de tempo (um mês por exemplo), você tem uma série deles. Um preço e um volume para cada dia. Essa série você pode plotar em um gráfico.

2

Vemos a linha que indica os preços na parte central do gráfico e, na parte de baixo, as barras indicando o volume negociado naquele momento. De imediato conseguimos perceber que o preço está visivelmente subindo. Sim, ele cai de vez em quando. É o que chamamos de recuo ou correção. Mas, no geral, está subindo.

Abaixo o primeiro gráfico que estava cheio de indicadores agora só com os preços e volumes:

3

Pois bem, o que são os indicadores então, além de uma forma de deixar os gráficos confusos, complexos e perfeitos para impressionar aquele seu primo que pergunta o que você faz e você diz que investe na bolsa e mostra aquele gráfico para ele?

Bom, os indicadores nada mais são do que um cálculo matemático feito com os preços e/ou com os volumes.

Podemos, por exemplo, calcular a média dos preços num determinado período de tempo, ou então podemos somar todas as altas e depois todas as baixas, podemos multiplicar as altas pelas baixas, podemos calcular o aumento exponencial do volume. Em resumo, podemos fazer malabarismos matemáticos incríveis com esses dois números. Tudo isso para poder visualizar de uma forma mais clara e objetiva como os preços estão se movimentando.

Por exemplo, considere este gráfico de preços:

4

Numa primeira olhada, fica meio difícil definir se o preço está subindo, descendo ou andando de lado. Considere agora o mesmo gráfico assim:

5

A linha azul é o indicador Média Móvel. Simplesmente a média dos preços nos últimos 21 dias. Uma vez plotada no gráfico, nos permite dizer rapidamente e com segurança que os preços caíram por algum tempo e agora estabilizaram e estão indo de lado.

Um indicador nada mais é do que uma forma prática de visualizar o movimento dos preços. Ele não acrescenta ou retira nada dos dados essenciais que são os preços. A mesma coisa pode ser feita com o volume.

A Média Móvel é um indicador que faz parte de um grupo que procura nos mostrar a tendência dos preços ao longo do tempo. Um outro grupo importante de indicadores são os de reversão. Eles mostram os momentos onde o preço está prestes a reverter sua queda e começar a subir. Por exemplo, um dos indicadores de reversão mais usados por operadores é o IFR, ou Índice de Força Relativa.

6

Você pode observar que sempre que o indicador IFR (representado pela linha azul na janela do meio), desceu abaixo de determinado nível, o preço da ação (na janela acima), reverteu sua queda e começou a subir.

Portanto, indicadores servem para nos mostrar os preços de uma forma mais clara e simples. Com base neles, mas não só neles, podemos tomar uma decisão sobre comprar ou vender determinado ativo. O nome que damos à maneira de decidir quando comprar ou vender um ativo é Setup. E este será o tema do nosso próximo artigo.

Fiquem ligados no Facebook da L&S e na série de vídeos Como Ganhar Dinheiro na Bolsa de Valores.

x-banner-ls

Share on Google+Share on FacebookShare on LinkedInTweet about this on Twitter

Deixe seu comentário

Opiniões dos Leitores

    • Jose Gaspar 6 de março de 2017

      Olá, Renan! Obrigado. Abraços!