Timeframe: com que lente você vai olhar o mercado?

Por Jose Gaspar em 4 de abril de 2017 às

image0

Timeframe, também chamado de tempo gráfico, basicamente é a periodicidade com que você afere o preço de um determinado ativo e plota seu valor em um gráfico. Como sabemos, a atuação dos compradores e dos vendedores faz com que os preços dos ativos variem a cada segundo. Mas verificar o preço de um ativo a cada segundo pode não fazer muito sentido, pois você teria uma quantidade gigantesca de dados e provavelmente não veria nenhum padrão neles. Portanto você escolhe um período fixo que vai esperar entre uma leitura e outra dos preços que seja adequado à sua estratégia. Este período pode durar desde minutos até meses ou anos.

Num gráfico diário, por exemplo, cada candle representa um dia da variação dos preços. Teremos a máxima, a mínima, o preço de abertura e o preço de fechamento daquele dia específico. Por outro lado, num gráfico de 5 minutos, cada candle vai representar 5 minutos de negociação. Da mesma forma teremos a máxima, a mínima, a abertura e o fechamento daqueles 5 minutos. O mesmo acontece com um gráfico semanal, mensal ou anual.

Para podermos visualizar mais claramente, vamos fazer uma viagem para o interior do gráfico da PETR4 começando de longe, no gráfico mensal, e nos aproximando até o gráfico de 5 minutos.

Aqui está o gráfico mensal da PETR4:

image1

Cada candle neste caso representa um mês de negociações na bolsa. O candle abre no início do mês e fecha no final. O primeiro candle do gráfico, à esquerda, representa o mês de julho de 2011. O último, a direita, representa o mês de dezembro de 2016. Podemos visualizar pouco mais de 5 anos, ou 65 meses, de variação dos preços neste gráfico.

Para um investidor de longo prazo este gráfico é perfeito, pois, provavelmente, ele está interessado em buscar tendências que durem vários meses. No entanto, seria de pouca ou nenhuma utilidade para um investidor que entra e sai das operações num período menor que um mês. Vamos então nos aproximar daquele retângulo vermelho à direita que cobre um único mês de negociação. Vamos trocar a lente de nossa câmera e olhar o gráfico com o timeframe semanal:

image2

Aqui, cada candle representa uma semana. O candle é formado pelos preços de abertura na segunda-feira, máxima e mínima durante a semana, e o preço de fechamento da semana na sexta-feira. O primeiro candle do gráfico, à esquerda, foi formado em agosto de 2015, e o último, à direita, em dezembro de 2016. Conseguimos ver pouco mais de um ano de negociações neste gráfico.

É um gráfico perfeitamente adequado para um investidor que compra a ação em uma semana e a vende algumas semanas depois. Porém, é pouco útil para um trader que faz suas operações dentro de uma mesma semana.

Vamos continuar nossa jornada ao interior dos preços. Vamos trocar a lente da câmera mais uma vez e visualizar aquela área do retângulo vermelho no timeframe diário:

image3

Aqui temos um gráfico diário da PETR4. Cada candle representa um dia. O gráfico vai desde o dia 2 de setembro de 2016 até 9 de dezembro de 2016, pouco mais de 3 meses de negociações. Perfeito para um trader que faz operações que durem alguns dias.

Continuemos nossa viagem ao interior do gráfico. Vamos passar agora para os gráficos intraday, ou seja, dentro do dia. Vamos pegar aquele candle de alta destacado com o retângulo vermelho acima e vamos ver o que aconteceu dentro daquele dia específico. Com vocês o gráfico de 1 hora da PETR4:

image4

Agora cada candle representa 1 hora de negociação. Estamos bem próximos dos preços. Todos os candles dentro do retângulo vermelho representam aquele único dia do gráfico anterior. Podemos ver no gráfico inteiro cerca de 67 horas de negociação, ou seja, 67 candles, o que envolveu cerca de 7 dias.

Por fim, vamos trocar mais uma vez a lente da nossa câmera e olhar o retângulo vermelho acima através de um gráfico de 5 minutos:

image5

Aqui, cada candle representa apenas 5 minutos de negociação da PETR4 na bolsa. Os candles dentro do retângulo vermelho representam o que aconteceu com os preços no dia 17 de outubro de 2016, através da aferição dos preços de 5 em 5 minutos.

Podemos construir gráficos com timeframes ainda menores, como 2 minutos ou até 1 minuto. Robôs investidores chegam a operar em gráficos de nano-segundos, ou seja, 1 bilionésimo de 1 segundo. É o que se chama High-frequency trading (HFT), ou Operações de alta-frequência.

A escolha do timeframe vai depender da estratégia que você pretende usar para operar na bolsa. Você quer ser um day trader, um swing trader ou um position trader?

Fiquem ligados no Facebook da L&S e na série de vídeos Como Ganhar Dinheiro na Bolsa de Valores.

image8

Share on Google+Share on FacebookShare on LinkedInTweet about this on Twitter

Deixe seu comentário